segunda-feira, agosto 8, 2022
InícioGeralCorpo de idoso é trocado no Hospital de Urgência de Sergipe

Corpo de idoso é trocado no Hospital de Urgência de Sergipe

Huse disse que houve uma falha no procedimento de liberação do corpo ao não seguir o protocolo de conferência dos documentos necessários para a entrega do óbito.

O corpo de um homem de 70 anos, identificado como José Fernando Silva, foi trocado no Hospital de Urgência de Sergipe Governador João Alves Filho (Huse), em Aracaju. O erro, reconhecido pela unidade nesta segunda-feira (14), foi notado quando a família foi até o local para fazer a liberação.

O idoso morreu nesse domingo (13), após não resistir às complicações de um traumatismo craniano causado por uma queda de uma escada, no dia 29 de maio. O corpo foi trocado pelo de um outro paciente que morreu em virtude da Covid-19, e o sepultamento foi realizado no mesmo dia, em Capela.

“Informaram que ele ia para o IML [Instituto Médico Legal], que a gente ia pegar o corpo lá à tarde. Fomos e não tinha o corpo. Voltamos para o Huse e foi informado para a gente que meu pai foi entregue para outra família. É muito terrível, triste, devastador. Queremos saber onde está o corpo do meu pai para que possamos dar a ele um velório e um funeral, disse a filha do idoso”, Neide Almeida Silva. A Secretaria de Segurança Pública confirmou que o corpo não foi levado ao IML.

O que diz o Huse

Após uma reunião entre a diretoria do Huse e as famílias dos dois pacientes, a unidade disse que houve uma falha no procedimento de liberação do corpo ao não seguir o protocolo de conferência dos documentos necessários para a entrega do óbito.

Em nota, o hospital classificou a ocorrência como “constrangedora e inaceitável”, e ressaltou que parentes de um dos pacientes reconheceu o corpo de José Fernando como sendo do seu familiar, “o que colaborou para a troca”.

Será aberta uma sindicância administrativa para apuração dos fatos e punição dos culpados.

O Huse ainda informou que se colocou à disposição para o translado do corpo e adoção de providências necessárias para que cada família realize o sepultamento devido.

(com informações de G1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias