sexta-feira, abril 12, 2024
InícioGeralPolícia Federal pede preservação de imagens do aeroporto de Roma após ataques...

Polícia Federal pede preservação de imagens do aeroporto de Roma após ataques a Moraes

Solicitação por meio de cooperação internacional acontece depois que brasileiros hostilizaram Moraes e seus familiares na última sexta-feira, 14

Polícia Federal (PF) solicitou que sejam preservadas as imagens do circuito de câmeras de segurança do Aeroporto Internacional de Roma, na Itália. O pedido ocorre após o episódio da última sexta-feira, 14, quando um grupo de brasileiros hostilizou o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), e seus familiares. Moraes estava no país europeu para o Fórum Internacional de Direito. O pedido é feito por meio de cooperação internacional.

Como o site da Jovem Pan mostrou, Moraes estava acompanhado de seus familiares no aeroporto quando uma mulher xingou o ministro de “bandido, comunista e comprado”. Na sequência, um homem reforçou os xingamentos e, segundo a Polícia Federal, chegou a agredir fisicamente o filho do magistrado. Um outro homem se juntou aos dois agressores disparando palavras de baixo calão. Os três brasileiros se tornaram alvos de um inquérito da Polícia Federal e um deles já prestou depoimento. Segundo Ralph Tortima Filho, advogado de Alex Zanatta Bignotto, seu cliente “não fez nenhuma ofensa, e tudo será esclarecido durante as investigações”.

A expectativa é que os outros dois suspeitos, identificados como Andreia Mantovani e o marido dela, Roberto Mantovani Filho, compareçam a oitiva na terça-feira, 18. Em nota, Andreia e Roberto negaram as ofensas ao ministro. “Roberto Mantovani Filho e sua esposa lamentam, sinceramente, todo o acontecido, estando convictos da existência de equívoco interpretativo em torno dos fatos.

Esclarecem que as ofensas atribuídas como se fossem de Andréa ao ministro Alexandre de Moraes foram, provavelmente, proferidas por outra pessoa, não por ela. Que dessa confusão interpretativa nasceu desentendimento verbal entre ela e duas pessoas que acompanhavam o ministro”, diz o comunicado. “Dessa forma, reiteram que em nenhum momento ocorreram ofensas, muito menos ameaças ao ministro Alexandre, que casualmente passou por eles nesse infeliz episódio. Mesmo assim, se desculpam pelo mal-entendido.”

Fonte: Jovam Pan News

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias