sexta-feira, agosto 12, 2022
InícioPolíticaCarta de Bolsonaro não representa recuo, diz jornalista

Carta de Bolsonaro não representa recuo, diz jornalista

Não é recuo, mas uma prova de força’, diz Ana Paula sobre carta de Bolsonaro. Presidente conversou com apoiadores e rebateu críticas sobre declaração nesta sexta; programa ‘Os Pingos Nos Is’ comentou. 
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou com apoiadores nesta sexta-feira, 10, no Palácio do Planalto, sobre a declaração à nação que divulgou na quarta. O chefe do Executivo rebateu as críticas sobre a carta. “O que acontece? Cada um fala o que quiser. O cara não lê a nota e reclama. Leia a nota, é bem curtinha. Duas, três vezes. São dez pequenos itens. Entenda.  
A gente vai acertando, a gente vai acertando. O acúmulo de lixo vem de 30, 40 anos. A gente está ganhando, a gente está ganhando. Se o dólar dispara, influencia no combustível, no gás de cozinha. Foi excepcional o trabalho de vocês, o retrato para o mundo todo, todo mundo viu o que está acontecendo. Alguns querem imediatismo. Se você namorar e casar em uma semana, vai dar errado o seu casamento”, afirmou Bolsonaro. 
Ana Paula Henkel, comentarista do programa “Os Pingos Nos Is“, da Jovem Pan, disse que a declaração do presidente desmonta “toda a narrativa, a versão falsa do golpe”. “Eu, particularmente, não vejo como um recuo, e sim como uma prova de força”, afirmou. “A única maneira do presidente poder sentar à mesa com um interlocutor como o ex-presidente Michel Temer e fazer algumas demandas em relação a Alexandre de Moraes foi porque o povo nas ruas no 7 de setembro deu esse poder a ele”, completou Ana Paula. “A quem interessa uma crise complicada? Greves, índices econômicos caindo, instabilidade, só interessam para oposição. O presidente Bolsonaro mostrou que colocou o ego de lado e a nação acima das falácias”, finalizou.  
Assista ao programa “Os Pingos Nos Is” desta sexta-feira, 10, na íntegra: 

Leia a íntegra da ‘Declaração à Nação’ de Bolsonaro 
A divulgação da declaração foi um conselho a Bolsonaro do ex-presidente Michel Temer. 
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) divulgou um texto intitulado “Declaração à Nação” nesta quinta-feira (9) no qual escreveu que nunca teve “intenção de agredir quaisquer dos poderes”. De acordo com a carta, Bolsonaro afirma que “as pessoas que exercem o poder, não têm o direito de ‘esticar a corda’, a ponto de prejudicar a vida dos brasileiros e sua economia”. 
A divulgação da declaração foi um conselho a Bolsonaro do ex-presidente Michel Temer. 
Leia a íntegra da declaração: 
Declaração à Nação 
No instante em que o país se encontra dividido entre instituições é meu dever, como Presidente da República, vir a público para dizer: 
  1. Nunca tive nenhuma intenção de agredir quaisquer dos Poderes. A harmonia entre eles não é vontade minha, mas determinação constitucional que todos, sem exceção, devem respeitar.
  2. Sei que boa parte dessas divergências decorrem de conflitos de entendimento acerca das decisões adotadas pelo Ministro Alexandre de Moraes no âmbito do inquérito das fakeNews. 
  3. Mas na vida pública as pessoas que exercem o poder, não têm o direito de “esticar a corda”, a ponto de prejudicar a vida dos brasileiros e sua economia.
  4. Por isso quero declarar que minhas palavras, por vezes contundentes, decorreram do calor do momento e dos embates que sempre visaram o bem comum.
  5. Em que pesem suas qualidades como jurista e professor, existem naturais divergências em algumas decisões do Ministro Alexandre de Moraes.
  6. Sendo assim, essas questões devem ser resolvidas por medidas judiciais que serão tomadas de forma a assegurar a observância dos direitos e garantias fundamentais previsto noArt 5º da Constituição Federal. 
  7. Reitero meu respeito pelas instituições da República, forças motoras que ajudam a governar o país.
  8. Democracia é isso: Executivo, Legislativo e Judiciário trabalhando juntos em favor do povo e todos respeitando a Constituição.
  9. Sempre estive disposto a manter diálogo permanente com os demais Poderes pela manutenção da harmonia e independência entre eles.
  10. Finalmente, quero registrar e agradecer o extraordinário apoio do povo brasileiro, com quem alinho meus princípios e valores, e conduzo os destinos do nosso Brasil.
DEUS, PÁTRIA, FAMÍLIA 
Jair Bolsonaro 
Presidente da República federativa do Brasil 
Com informações do portal Jovem Pan e do G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias