segunda-feira, agosto 15, 2022
InícioEsportesJúlio Casares explica os detalhes da nova liga no Brasil

Júlio Casares explica os detalhes da nova liga no Brasil

Brasileirão Série A: Na visão de Júlio Casares, a Nova Liga de Clubes de Futebol no Brasil “É um avanço para o futebol”.

Nesta terça-feira, 19 clubes da Série A enviaram à CBF um documento assinado com o objetivo de fundar uma Liga para organizar o Campeonato Brasileiro, que hoje pertence à confederação. Júlio Casares, presidente do São Paulo e um do dirigentes que assinaram o documento, explicou, nesta quarta, a ideia da Liga e como os clubes pretendem articular o projeto.

“Estou muito otimista com o projeto. Temos novas lideranças e presidentes que estão chegando agora com uma cabeça diferente e que acreditam neste modelo que estamos propondo. Fomos muito claros, queremos melhorar e aumentar a nossa participação na CBF. Faremos a Liga a partir do Campeonato Brasileiro. O trabalho começa com união, sem liderança A ou B. Será um avanço para o futebol brasileiro.”, afirmou  Casares em entrevista à ESPN.

O documento assinado está nas mãos da direção da CBF e, de acordo com o estatuto da confederação, cabem dois tipos de Assembleia Geral, a instância máxima da confederação: Administrativa e Eletiva. Para que a criação da liga seja feita, é necessário ter a aprovação da Assembleia Geral Administrativa, que só participam as 27 federações estaduais de futebol.

Casares pontuou qual será a estratégia adotada pelos clubes para convencimento das federações e destacou que a criação da liga não prevê qualquer tipo de exclusão de outros times que não assinaram o documento ou mesmo dos Campeonatos Estaduais.

“É importante dizer que esse passo que foi dado não é de exclusão, mas de inclusão. Certamente, as federações estarão presentes e ninguém aqui fala contra os Estaduais. Nós estamos focando no Brasileirão por ser a competição mais importante. Queremos estabelecer a justiça no peso dos votos. Acredito que teremos esse convencimento, principalmente mostrando que as federações estarão no projeto”, afirmou o presidente tricolor.

“Essa é uma decisão que busca trazer maior transparência e o fato de colocarmos a CBF junto da criação da Liga não tem relação com o afastamento do Rogério Caboclo. Nem chegamos a abordar esse assunto, muito menos o que acontece no dia a dia da confederação. Viemos de forma objetiva dizer o que pensamos sobre o futebol brasileiro. Os clubes é que devem pensar nas questões de organização de sus competições”, finalizou.

Dos 20 clubes da Série A, o único que não assinou o documento foi o Sport, que está sem presidente no momento. Milton Bivar renunciou ao cargo nesta terça-feira e uma nova eleição ainda não foi marcada. Entretanto, o clube já se mostrou favorável à decisão em nota divulgada no site oficial da equipe pernambucana.

Com informações do portal Gazeta Esportiva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias