sexta-feira, agosto 12, 2022
InícioPolíticaValdemar recebe carta branca do PL para acertar com Bolsonaro, diz senador

Valdemar recebe carta branca do PL para acertar com Bolsonaro, diz senador

Dirigentes estaduais da sigla do Centrão se reuniram na tarde desta quarta-feira, 17, para tratar sobre a filiação do presidente da República.

O senador Jorginho Mello (PL-SC) afirmou, na tarde desta quarta-feira, 17, que o Partido Liberal (PL) está dando “carta branca” para que o presidente nacional da sigla, Valdemar Costa Neto, apare “todas as arestas” e acerte a filiação do presidente Jair Bolsonaro à legenda. Dirigentes estaduais se reuniram em Brasília para tratar sobre o possível acerto com o chefe do Executivo federal – até a publicação desta reportagem, o encontro ainda estava ocorrendo.

“O partido está dando ao presidente Valdemar carta branca para acertar com o presidente Bolsoanro todas as arestas e possibilidades que tenham em qualquer canto do Brasil. Uma reunião muito positiva. O PL sai cada vez mais unido. Evidentemente, todos os estados falaram, um por um. Em alguns casos, tinha no Estado algum tipo de dificuldade, mas isso tudo está sendo equacionado. O partido entrega, unanimimente, uma procuração ao presidente valdemar para que ele trate com Bolsonaro”, disse Mello ao deixar a reunião. O parlamentar, aliado de Bolsonaro no Senado, acrescentou que o PL “não terá coligação com outro partido que não esteja alinhado” com o presidente da República.

O senador Wellington Fagundes (PL-MT) afirmou que “o prego está batido” e reforçou a confiança na filiação de Bolsonaro. Ele ressaltou, porém, que apenas a assinatura da ficha de filiação dará “segurança total” aos liberais. “O prego está batido, só não está virada a ponta. O que vira a ponta é exatamente a assinatura, isso dá a segurança total. Estamos saindo da reunião muito mais confiantes de que ele [Bolsonaro] será um membro do PL”, avaliou. “Demos uma autorização para ele [Valdemar] negociar. O Valdemar, como líder, vai fazer a mediação. Tudo conversado, caso a caso”, seguiu.

Apesar do otimismo, os senadores não esclareceram se houve acerto no sentido de superar obstáculos existentes em alguns Estados, como São Paulo, Piauí e Pernambuco. Como a Jovem Pan tem noticiado, estes são pontos centrais nas discussões entre Bolsonaro e Valdemar Costa Neto. Em São Paulo, o PL tem um acordo para apoiar a candidatura do vice-governo Rodrigo Garcia (PSDB), aliado do governador João Doria (PSDB), ao Palácio dos Bandeirantes. No Piauí, Costa Neto deu ao diretório local a autonomia para se aliar ao candidato do governador Wellington Dias, do PT, ao comando do Estado. Em Pernambuco, os liberais devem compor o palanque do PSB, sigla que faz oposição ao governo Bolsonaro.

Em nota, a Executiva Nacional afirmou que “os presidentes dos diretórios regionais do Partido Liberal, reunidos na sede nacional da legenda em Brasília, por unanimidade, decidiram que: o Partido Liberal está pronto e alinhado para receber o presidente da República, Jair Bolsonaro, em todos os Estados; o presidente nacional do Partido Liberal, Valdemar Costa Neto, tem carta branca para conduzir e decidir sobre a sucessão presidencial e a filiação do presidente Jair Bolsonaro”.

Com informações do portal Jovem Pan.

CAPA FIXA DE NOVEMBRO COVID

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias